Prostituição e uso de drogas: por que existe tanta relação?

7 minutos para ler
Compartilhe este conteúdo

A prostituição e uso de drogas estão frequentemente associados. Afinal, grande parte das pessoas começam a procurar a substância para escapar dos problemas do dia dia, mas, com o tempo, eles só aumentam. Além disso, a falta de dinheiro leva as pessoas a tomarem atitudes extremas para sustentar seu vício.

Se você quer entender melhor essa relação, não deixe de ler nosso post até o final!

     

Como as pessoas chegam às drogas?

Grande parte dos usuários começa a usar drogas devido a um grande sofrimento mental. Assim, elas frequentemente são uma forma de escapar dos problemas, que podem ter várias origens, como:

Traumas passados

Situações muito difíceis — presenciar violência ou a morte de alguém próximo — podem marcar uma pessoa pelo resto de sua vida. Elas geram uma patologia da ansiedade muito comum, chamado de Transtorno do Estresse Pós-Traumático. Se não houver a procura de ajuda médica e psicológica para tratá-lo, é possível que o doente recorra às substâncias.

O álcool, por exemplo, ajuda a deprimir o sistema nervoso central. Desse modo, quando ingerido em altas doses, reduz as sensações negativas, além de sedar. Da mesma forma, a maconha pode ser indicada por amigos com a finalidade de reduzir a ansiedade. No entanto, sabemos que a depressão é uma consequência comum dessa droga — o que piora o quadro de saúde e leva ao uso de substâncias mais pesadas.

Já a cocaína, os opioides e o crack são capazes de gerar alguns momentos de “euforia” artificial intensa, pois agem diretamente no sistema de prazer do cérebro. Assim, algumas pessoas podem confundir essa sensação com felicidade e se afundar nas drogas, pois acreditam que elas são capazes de trazer de volta os momentos alegres de antes dos traumas.

Relacionados:  Qual o limite entre a diversão e o vício em jogos de azar?

Rejeição

Outro motivo muito significativo de sofrimento é a rejeição, que pode vir dos pais, de relacionamentos amorosos ou amigos. Ela leva as pessoas a acreditarem que sua vida não vale mais à pena, pois elas não têm valor perante as outras pessoas. Já as drogas prometem um caminho fácil para o prazer e para a autodestruição. Alguns usuários, até mesmo, relatam ter começado o vício para chamar a atenção.

Infância difícil

Muita gente teve de passar por situações complicadas na infância: pobreza extrema, pais negligentes ou muito agressivos etc. Por essa razão, memórias passadas podem trazer um sofrimento muito intenso. As substâncias prometem reduzi-lo. No entanto, a curto prazo, o próprio vício já trará muito mais dor do que essas experiências.

Influência

Você está procurando uma boa clinica? Clique aqui. Se deseja conversar diretamente com um terapeuta sobre clinicas Clique aqui.

As influências negativas também são um caminho frequente para as drogas. Muitos usuários se sentem sozinhos no vício e querem levar o máximo de pessoas com eles. Então, persuadem seus amigos e colegas para usar substâncias com eles. Os argumentos podem ser

Por que o vício em drogas pode levar à prostituição?

Entender como as substâncias levam à prostituição parece fácil de entender, mas não é. Essa é uma relação muito complicada que pode ser gerada por vários motivos, como:

Vergonha

Muitos viciados têm medo de expôr o problema para a família e o escondem o máximo que podem. Desse modo, quando o dinheiro acaba, eles podem recorrer a prostituição como uma forma de pagar pelas substâncias a fim de não precisar demonstrar dificuldades financeiras para ninguém.

Autodestruição

Há quem nem precise de dinheiro, mas esteja se prostituindo. Esses casos são bem complexos, pois a pessoa quer se expôr ao perigo com a finalidade de se maltratar. Algumas relatam que querem pegar DSTs ou sofrer violência para abreviar logo a vida. O tratamento, portanto, deve ser muito especializado.

Relacionados:  Veja como a terapia para dependentes químicos deu outra vida a Beth!

Dificuldades financeiras

A prostituição têm muita procura e se torna rapidamente uma fonte fácil de dinheiro. Assim, diante da falta de dinheiro para sustentar o vício, os usuários geralmente pensam primeiramente nessa saída. Muitos acreditam que só precisarão fazer isso uma vez e, depois, contornariam a situação.

No entanto, na maioria das vezes, é um caminho sem volta. À medida que o dinheiro entra, a quantidade de consumo de substâncias provavelmente também aumentará bastante. Isso se deve a dois motivos: haverá mais dinheiro disponível e a própria prostituição é uma causa de sofrimento muito grande.

Assim, a prostituição começa a fazer parte de um ciclo vicioso: quanto mais dinheiro é conquistado, mais drogas são necessárias para aplacar o sofrimento e sustentar o vício. Consequentemente, mais programas precisarão ser feitos — o que gera mais dor — e, assim, uma quantidade maior de substância será necessária para mascarar o problema.

O caminho contrário também é comum?

No entanto, não são só as drogas que levam à prostituição. O caminho inverso é muito comum. Por dificuldades financeiras, muitas pessoas são levadas a vender seu próprio corpo para conseguir se sustentar. Todavia as dificuldades desse tipo de vida é muito grandes.

Os garotos(as) de programa geralmente sofrem muito com a violência. Afinal, vários clientes procuram seus serviços com a finalidade de violentá-los, seja física seja psicologicamente. Alguns deles deles também são viciados e oferecem as drogas para o profissional do sexo. Além disso, o próprio ato de fazer sexo com estranhos por dinheiro é uma fonte de tristeza para muitas pessoas.

Como é o trabalho com viciados em drogas que se prostituíram?

O trabalho com os viciados em sexo que passaram pela experiência da prostituição é muito delicado e demanda ajuda especializada. As clínicas de reabilitação, portanto, tornam-se essenciais, pois tratam tanto do vício quanto as demais causas de sofrimento psicológico.

Relacionados:  Conheça o Plano de Prevenção a Recaída Completo e as 11 Fases do Processo de Recaída

A psicoterapia oferecida nesses ambientes fornecem um espaço de acolhimento para que os usuários falem de seus traumas e dores. Desse modo, podem superar muitas experiências que levam ao uso de substâncias.

Além disso, há o tratamento psiquiátrico cujo objetivo é tratar os transtornos que cursam junto com a adicção, como a depressão, o Transtorno do Estresse Pós-Traumático, o Transtorno da Ansiedade Generalizada, o Transtorno Bipolar, o Transtorno do Deficit de Atenção e Hiperatividade etc.

Com uma solução completa, as chances de sucesso são muito maiores. Afinal, tratar somente o vício em drogas resolve o problema temporariamente, pois, logo logo, a pessoa começa a enfrentar novamente as experiências que levaram ao vício. Por essa razão, o tratamento da prostituição e o uso de drogas devem andar juntos a todo momento.

Quer saber mais detalhes de como as clínicas podem ajudar os dependentes de drogas a sair do vício e conhecer mais sobre essa doença? Então, não deixe de acessar o nosso site!

     

Somos especializados no encaminhamento e tratamento de usuários de drogas. Entre em contato com a Instituição Viver sem Drogas para conversarmos mais! Contatos:

Duvidas:
(11) 2088-1909
(11) 97522-6386 VIVO WHATSAPP
(11) 95997-7546 TIM
(11) 99199-2029 CLARO
(11) 94262-3311 NEXTEL

Site Oficial: www.viversemdroga.com.br


Compartilhe este conteúdo
Somos especializados no encaminhamento e tratamento de usuários de álcool e drogas.

Duvidas:

(11) 2088-1909

(11) 97522-6386 VIVO WHATSAPP Clique aqui.

(11) 95997-7546 TIM

(11) 99199-2029 CLARO

(11) 94262-3311 NEXTEL

Site Oficial: https://www.viversemdroga.com.br/

Você também pode gostar
Conversar com especialista