PPR: como são os Planos de Prevenção a Recaída e como funcionam

4 minutos para ler
Compartilhe este conteúdo

Os PPR, ou Planos de Prevenção a Recaída nas drogas requerem cuidados em relação a diversos fatores que podem desencadear a volta ao uso de drogas. Assim, via de regra, eles têm origem psicológica e social: são os chamados gatilhos emocionais.

Então, o trabalho de reabilitação do paciente em adicção depende da abstinência. Por isso, cabe ao paciente e às pessoas próximas evitar determinados tipos e situações.

Neste artigo tratamos de resumir como funciona o trabalho de prevenção a recaída, quais as situações e sentimentos que podem levar a esse quadro e como a família pode dar apoio ao paciente em processo de recuperação.

1. Processo dos Planos de Prevenção a Recaída nas drogas (PPR)

PPR

Existe uma série de mudanças envolvidas na prevenção da recaída. Isto ocorre principalmente no que diz respeito a mudanças de hábitos, ambientes, amizades etc.

Assim, é necessário evitar pessoas e situações que levem ao uso das substâncias. Além disso, no PPR,  cabe a cada paciente, com ajuda especializada, descobrir quais são os ambientes onde se sente seguro em relação ao risco de recaída.

Por isso, muitos pacientes precisam reformular seu convívio social. Ou seja, seu círculo de amizades, bares e lugares que costumava frequentar, amigos que seguem usando drogas, situações emocionais que despertam o desejo do vício.

Dessa forma, por meio de terapia adequada, acompanhamento profissional e a busca por autoconhecimento e autocontrole, o paciente vai aos poucos desenvolvendo uma nova rotina onde o consumo de drogas não está incluso. Assim, tem êxito ao estabelecer novos laços sociais saudáveis e descobrindo o interesse em novas atividades, de acordo com o PPR.

2. Gatilhos emocionais

A recaída começa muito antes do ato de consumir a droga novamente. Portanto, ela começa com uma situação que gera algum tipo de necessidade de anestesiar as emoções. Por isso, conhecer sobre isto é importante para um PPR.

Relacionados:  Saiba mais sobre os transtornos mentais na infância
Você está procurando uma boa clinica? Clique aqui. Se deseja conversar diretamente com um terapeuta sobre clinicas Clique aqui.

Ou seja, é o sofrimento emocional que leva o paciente a refugiar-se novamente no uso de drogas, desconectando-o do compromisso que assumira consigo mesmo ao aceitar seguir o tratamento.

Então, há uma série de situações que podem aumentar drasticamente as chances de recaída, tais como:

  • Depressão e outras doenças emocionais;
  • Problemas em casa;
  • Pressão social ou no trabalho;
  • Ambientes onde ocorre o consumo de drogas;
  • Pessoas sob efeito de drogas;
  • Amigos ou conhecidos que oferecem as substâncias;
  • Estados de euforia;
  • Doenças graves;
  • Fim de relacionamento.

3. Papel da família na prevenção à recaída nas drogas

PPR

O papel da família é essencial no PPR, pois que pacientes com apoio familiar apresentam melhora mais rápida no tratamento, recuperação e prognóstico.

Ou seja, o adicto tem menos chance de voltar a consumir drogas se puder contar com a compreensão e a ajuda de seus familiares e demais pessoas próximas.

Portanto, a prevenção a recaída no consumo de substância depende de cada caso, dos gatilhos emocionais do paciente e, sobretudo, do suporte emocional que ele recebe de seus entes queridos.

Desse modo, somente quando o adicto acredita ter motivos para melhorar e manter-se sóbrio é que este encontra forças para lutar diariamente contra a força avassaladora da adicção. Essa é uma doença grave e sem o tratamento adequado dificilmente o paciente vai conseguir se ajudar sozinho.

Se você está buscando maiores informações sobre a prevenção a recaída nas drogas, entre em contato conosco e teremos satisfação em ajudar no que for possível.

Somos especializados no encaminhamento e tratamento de usuários de drogas. Entre em contato com a Instituição Viver sem Drogas para conversarmos mais! Contatos:

CONTATOS:

(11) 97522-6386 VIVO WHATSAPP

Site Oficial: www.clinicaviversemdrogas.com.br

Relacionados:  Dependência da cocaína: tudo que você precisa saber sobre esse vício


Compartilhe este conteúdo
Somos especializados no encaminhamento e tratamento de usuários de álcool e drogas.

Duvidas:

(11) 97522-6386 VIVO WHATSAPP Clique aqui.

Site Oficial: https://www.clinicaviversemdrogas.com.br/

Você também pode gostar