O uso de drogas na adolescência é uma realidade preocupante no Brasil e no mundo.

Segundo uma matéria do Jornal O Globo, o número de jovens que já consumiu bebidas alcoólicas ou já teve algum contato com uma droga ilícita aumentou consideravelmente. Os dados foram coletados em 2016. No entanto, essa triste realidade é visível em nosso cotidiano, especialmente nos grandes centros urbanos.

Se você tem algum caso na família ou suspeita de mudanças de hábitos de alguém próximo, é preciso estar atento. Neste post, separamos algumas informações úteis para saber identificar os casos e buscar o tratamento ideal. Continue a leitura abaixo!

Quais são os riscos para a saúde do adolescente?

Qualquer tipo de droga, lícita ou não, oferece riscos em diferentes escalas à saúde do usuário. As consequências variam de acordo com os efeitos de cada droga, mas a dependência química é associada a qualquer uma delas.

Essa doença não tem cura, porém, há tratamentos muito eficazes, capazes de diminuir e parar o consumo. Os riscos são sempre progressivos e muitas vezes fatais.

Quais são as drogas mais consumidas por adolescentes no Brasil?

O fácil acesso somado à falta de políticas públicas, faz das drogas uma porta de entrada para uma triste realidade entre os jovens. Os tipos de entorpecentes são muitos e alguns podem estar dentro de casa, sem você saber. Confira, a seguir, as mais consumidas!

Maconha

A maconha é conhecida mundialmente. Seus efeitos são psicoativos e psicodélicos. Por ser considerada mais leve, os usuários costumam usar com frequência e, com isso, os riscos de se tornarem dependentes crescem também.

Os sintomas mais fáceis de perceber o uso dessa droga são euforia, relaxamento, aumento de apetite, falta de atenção e olhos avermelhados. Infelizmente, a droga é muito procurada pelos jovens.

Cocaína

O uso das drogas na adolescência é alarmante. No entanto, há alguns tipos de entorpecentes que são mais preocupantes para os jovens, que é o caso da cocaína. Seus efeitos são fortes e os riscos à saúde são altíssimos.

A droga pode ser oferecida na intenção de buscar uma falsa diversão e boas sensações. No entanto, as consequências são outras! O uso constante pode causar depressão e até ocasionar a morte. Os sintomas são de euforia e paranoia.

Crack

Essa droga atinge uma parcela da população jovem e seus efeitos são devastadores. A matéria prima principal é a cocaína, misturada a outras substâncias. Seu preço é mais acessível e seus riscos são altíssimos!

O risco de se tornar um dependente se dá a partir do primeiro contato com a droga. Dificilmente, o paciente consegue se livrar do vício sozinho, por isso é preciso a ajuda de familiares e tratamentos específicos. O uso constante pode levar à morte em poucos anos.

LSD

Popularmente conhecido como “ácido”, essa droga sintética é muito procurada por adolescentes em festas. Seus efeitos são longos e o usuário tem a sensação de relaxamento e felicidade.

A substância é consumida por meio de gotas ou pedaços de papel colocado embaixo da língua. Ela age diretamente no cérebro e na visão, e os riscos de doses mais altas podem ocasionar problemas de saúde irreversíveis.

Êxtase

O uso de drogas na adolescência é motivado pela falsa sensação de bem-estar e felicidade que alguns entorpecentes oferecem. O êxtase é um deles.

Essa droga sintética é consumida por meio de comprimidos e é conhecida como a droga do amor. Recebeu esse apelido devido ao aumento da sensibilidade do corpo. O risco de doses maiores pode causar uma overdose. Os sintomas são euforia, hiperatividade e muita sede.

Solventes e inalantes

Esses produtos, muitas vezes, estão dentro de casa ou nas prateleiras de lojas. São tintas, removedores de esmalte, colas, entre outros, que são inalados e provocam reações rápidas, porém, muito perigosas.

As consequências podem ser desmaios pequenos até problemas cardíacos. Assim como outras drogas na adolescência, há riscos de dependência química e existem tratamentos para o paciente.

O álcool e cigarro podem ser a porta de entrada para outras drogas na adolescência?

As drogas lícitas são tão preocupantes quanto as citadas acima. O consumo delas por parte dos jovens é notória. Muitos adolescentes são motivados a usá-las por uma questão social, para se enquadrar em grupos específicos de amigos.

No entanto, essa situação pode se agravar e tornar a pessoa uma dependente. O alcoolismo é grave e afeta não somente a saúde do jovem, mas mexe com os sentimentos dos entes queridos. O tabagismo, por sua vez, causa dependência e morte.

Como o uso de drogas pode começar na adolescência?

Os grupos de amigos são a principal porta de acesso às drogas. Nesse ambiente, os comportamentos ilegais são perdoados e a vigilância de adultos está longe.

No Brasil, as drogas são acessíveis e podem ser oferecidas nas ruas e até dentro das escolas. A realidade é assustadora, por esse motivo, o apoio da família para prevenção e orientação é essencial!

Como identificar o uso de drogas na adolescência?

É possível identificar algumas mudanças de hábitos nos jovens devido ao consumo de entorpecentes. Procure observar a rotina e ficar atento a alguns detalhes.

Nesse momento, é fundamental haver um diálogo e encarar o fato como uma doença a ser tratada. Por isso, separamos alguns sinais mais comuns que as pessoas apresentam ao utilizar drogas. Acompanhe!

  • mudança radical de interesse;
  • queda no rendimento escolar ou profissional;
  • atitudes agressivas;
  • mudança de ciclos de amizade;
  • sensação de perseguição:
  • paranoia;
  • pedir mais dinheiro que o normal;
  • mudança de hábito alimentar;
  • dormir muito ou pouco;
  • pupilas dilatadas;
  • mudança de aspecto e perda peso;
  • afastamento de familiares e amigos.

Como buscar tratamento para dependência química?

Dificilmente, um dependente químico consegue se livrar do vício sozinho ou só com o apoio de familiares. Muitas vezes, é necessário buscar por tratamentos específicos, que podem, em algumas situações, envolver internações.

A dependência química é incurável, mas é possível pausar o consumo e permitir que o paciente retome uma vida social saudável. Por se tratar de um problema de saúde, é primordial ficar atento à qualidade das instituições de recuperação. Busque sempre referências e pesquise sobre os tratamentos.

Essas são algumas informações úteis que servem como base para identificar e tratar o uso das drogas na adolescência. Lembre-se de que o problema pode ter uma solução e é possível salvar a vida daquelas pessoas que amamos.

Gostou do post? Tem algum problema na família ou conhece alguém que precise de mais orientações? Saiba também como ajudar um dependente químico. Até a próxima!

Somos especializados no encaminhamento e tratamento de usuários de álcool e drogas. Entre em contato para conversarmos mais!

(11)2088-1909
(11)97522-6386 VIVO WHATSAPP
(11)95997-7546 TIM
(11)99199-2029 CLARO
(11)96230-9281 OI
(11)94262-3311 NEXTEL

Site Oficial:  www.viversemdroga.com.br