Será que meu filho usa drogas? Sem dúvida, essa é uma das maiores preocupações de alguns pais. E não é para menos, pois esse é um caminho bem tortuoso, que pode levar a consequências desastrosas. Se suas desconfianças se tornarem realidade, vale a pena entender os motivos que acarretaram tal situação e resolvê-los de maneira sincera e madura, sem desesperos.

“O que fazer ao descobrir que meu filho usa drogas?” é uma dúvida que sempre ronda a cabeça de muitos pais, por isso, no post de hoje, separamos algumas dicas para você não se desesperar nesse momento. Confira!

Como saber se meu filho usa droga?

Nem sempre é fácil saber se o filho é usuário de drogas, afinal os jovens, muitas vezes, não demonstram nenhum dos sintomas em casa ou, até mesmo, passam desapercebidos pelos olhos dos pais na correria do dia a dia.

Mas é importante se atentar sempre. Afinal, nenhuma família está 100% livre desse problema, independentemente de sua classe social. Mas, então, como descobrir se meu filho usa droga? Abaixo, separamos uma pequena lista com algumas mudanças de comportamento que podem servir como indicativos. Acompanhe!

  • isolamento: perceba se seu filho passou a se isolar do convívio social com familiares e amigos e se passa boa parte do tempo sozinho dentro do quarto;
  • mudança de apetite: algumas drogas, como álcool e crack, podem tirar o apetite do usuário, assim como a maconha age de forma contrária, gerando mais fome;
  • gastos incomuns de dinheiro: note se o jovem passou a gastar mais do que o normal. Além disso, observe se ele pede dinheiro com frequência ou, até mesmo, se pega escondido;
  • sumiço de objetos: quando não há dinheiro, o jovem pode fazer de tudo para conseguir a droga, inclusive, vender objetos de casa;
  • agressividade: a mudança de comportamento é um dos principais indícios do uso de drogas. Atitudes agressivas, por exemplo, podem ser muito comuns.

E agora, o que fazer se meu filho usa drogas?

Descobri que meu filho usa droga, como agir agora? Essa é uma questão muito importante a se fazer, até mesmo porque muitos pais agem de forma errada, inclusive, piorando o quadro do dependente.

É importantíssimo saber que dependência química é uma doença e, por esse motivo, tem tratamento. Não adianta querer usar de força bruta, castigos, ou mesmo, incentivar o uso da substância, acreditando que isso deixará o seu filho mais calmo. Abaixo, separamos algumas dicas importantes. Confira!

Seja amigo de seu filho

Nunca, em hipótese alguma, isole seu filho, bata ou aplique castigos. Esse momento de compreensão, afeto e atenção é fundamental para o jovem se sentir confortado. Seu filho pode querer se livrar das drogas, mas não conseguir. Isso é normal dentro do quadro de dependência, e o apoio dos pais nesse processo é essencial. Lembre-se que você deve sempre servir de exemplo e ser um porto seguro para o seu filho.

Apresente outros caminhos

Dependência química, infelizmente, não tem cura. Porém, é totalmente possível controlar o vício e reinserir o dependente na sociedade. O mais importante é afastá-lo das drogas e apresentar outras atividades, seja por meios religiosos, seja por mudanças de hábito. Exportes, estudos e novos ciclos de amizades, por exemplo, devem ser incentivados.

Mantenha a calma

Não se desespere, para tudo há uma solução. Vários pais passam por isso e, quando agem com calma, conseguem alcançar, de forma mais rápida, uma solução para esse problema. Há diversos grupos de ajuda, tanto para os usuários quanto para os pais que escolhem apoiar o filho nessa longa jornada de desintoxicação.

Lembre-se: agredir não é a solução

É revoltante saber que o filho usa drogas, afinal, mesmo com todos os cuidados e amor que ele recebeu, ele se rendeu a esse mundo. Mas a agressão não é solução. Por isso, por mais revoltado, desgostoso ou triste que você esteja, não parta para a violência. Isso será a desculpa perfeita para que ele continue com o consumo de drogas.

Nunca finja que não sabe

Um dos maiores erros dos pais é achar que essa fase vai passar e que tudo voltará ao normal. Outro é entrar em negação, recusando a ideia de que o filho é usuário de drogas. Um ponto importante é nunca fingir que não sabe. Assim, uma conversa franca e recheada de amor deve ser tida, por mais dramática que possa ser. Seu filho deve saber do seu conhecimento e, acima de tudo, que você está por perto para ajudá-lo.

Melhore a comunicação

A comunicação é essencial no processo de desintoxicação, então melhore-a. Como você ajudará seu filho se não souber o porquê de suas atitudes, do que ele necessita, se precisa de ajuda ou de amor e atenção? A base desses conhecimentos é o diálogo, e ele só será possível se houver melhoria na comunicação entre vocês.

Por isso, converse sempre e busque compreender a atual situação do seu filho. Muitas vezes o jovem se afunda nas drogas por não ter ninguém para dar exemplos, dialogar e dar a atenção de que ele precisa.

Não facilite de forma alguma

Não facilite de forma alguma o consumo de drogas, nem dentro de sua casa nem fora dela. Dar mesada, pagar dívidas, dar presentes para ver se ele fica longe das drogas: nada disso adianta! Se você não facilitar o consumo, você estará ajudando seu filho a sair desse mundo. Impor limites sem esquecer do amor é uma forma de dificultar o uso e o convívio com outras pessoas usuárias de drogas.

Peça ajuda

Toda ajuda é bem-vinda, então peça ajuda de um profissional gabaritado para tratar do assunto. Nas clínicas de desintoxicação há equipes de alta performance quando o assunto é drogas: psicólogos, psiquiatras, nutricionistas, enfermeiros e médicos de diversas áreas. Vá atrás dessa ajuda sempre que achar necessário.

“Meu filho usa drogas, mas eu estou aqui para ajudá-lo e apoiá-lo para ele não continuar com esse consumo”, esse é o pensamento ideal para que problemas com drogas sejam resolvidos de forma assertiva. Não se esqueça que a dependência química é uma doença e deve ser tratada como tal.

Em suma, essas foram algumas dicas sobre um problema grave que assola famílias do país inteiro. O fato é que, ao encarar a situação de que “meu filho usa drogas”, muitos pais acabam agindo de forma errada e agravando o quadro do adolescente. Saiba que você sempre será a principal referência para o seu filho, e a melhor ferramenta que você pode ter em mãos é o conhecimento. Por isso, se informe cada vez mais e nunca desista!

Pensando nisso, trouxemos um outro artigo muito importante para você ler e se informar mais sobre o assunto. Então saiba como ajudar seu filho a sair do mundo das drogas! Boa leitura!

Somos especializados no encaminhamento e tratamento de usuários de droga. Entre em contato para conversarmos mais! Ou veja todas nossas unidades Masculinas, Femininas e/ou para Adolescentes no nosso Site Oficial!

(11)2088-1909
(11)97522-6386 VIVO WHATSAPP
(11)95997-7546 TIM
(11)99199-2029 CLARO
(11)96230-9281 OI
(11)94262-3311 NEXTEL

Site Oficial:  www.viversemdroga.com.br