Todos os dias, ouvimos histórias de jovens que se perderam no mundo obscuro das drogas. E não se trata apenas de filhos de famílias desestruturadas ou pais negligentes quanto à educação. Muitas vezes, as mudanças de comportamento que indicam que seu filho está envolvido com drogas são tão sutis que podem passar despercebidas.

Também existe uma grande barreira psicológica que faz com que alguns pais simplesmente relutem em aceitar o problema já instalado. Porém, é importante lembrar que quanto mais cedo for iniciado o tratamento, maiores as chances de recuperação total.

Se você tem notado mudanças no comportamento do seu filho, talvez esteja na hora de vencer seus próprios preconceitos e medos e buscar ajuda profissional. Embora cada organismo reaja de uma forma, listamos abaixo 6 sinais que podem indicar o envolvimento de seu filho com as drogas. Acompanhe!

1. Queda no rendimento escolar

Se o seu filho sempre foi um bom aluno ou, pelo menos, mantinha notas razoáveis na escola e, de uma hora para outra, aparece com notas baixas e faltas injustificadas e recusa-se a estudar e fazer as tarefas, é sinal de que algo estranho está acontecendo.

O mesmo pode ocorrer em relação ao trabalho, caso ele já tenha um emprego. Esse desinteresse repentino pode estar associado ao uso de entorpecentes.

O vício deixa as pessoas fora da realidade e faz com que elas abandonem suas responsabilidades em prol de usar a droga da qual são dependentes. Muitas vezes, pensamentos como “será somente essa vez” e “amanhã eu posso me justificar e recuperar” começam a ser recorrentes, assim como as faltas.

Se você tem alguma dúvida sobre a frequência do seu filho na escola ou até mesmo no trabalho, entre em contato com um responsável ou acompanhe de perto a ida dele até o local nos horários em que ele deve chegar e sair.

2. Isolamento, mudança de amigos e abandono de interesses

Se o seu filho inexplicavelmente se afastou do convívio familiar e dos amigos antigos, é melhor ficar atento. O jovem passa a encontrar prazer e satisfação somente na substância, e outras atividades acabam perdendo a graça. É comum também que passe horas a fio trancado em seu quarto.

Uma nova turma de amigos sugere que houve uma mudança nos interesses da pessoa viciada e, consequentemente, há o abandono dos amigos antigos, que acontece naturalmente por falta de afinidade.

Nessa mesma via, a pessoa se afasta também da família, se isola em seu quarto, não faz as refeições à mesa e evita comparecer a festas e comemorações familiares, ficando cada vez mais distante da vida que costumava levar.

Pode ser, também, que ela abandone hábitos como praticar esportes ou tocar um instrumento, sem que adquira novos hobbies ou demonstre interesse por outras atividades. Isso acontece porque o único interesse de um dependente é a droga, que passa a ser a única fonte de prazer do usuário.

3. Mudanças constantes de humor e maior agressividade

É comum que os jovens mudem de humor com frequência, e isso pode não ter relação nenhuma com o uso de drogas. Mas se você tem notado que seu filho responde com agressividade quando questionado sobre onde esteve ou quando algo estranho é encontrado entre seus pertences, preste atenção.

Muitas vezes, a agressividade tem mais relação com os esforços para esconder o vício do que com os efeitos da droga.

As alterações no humor repentinas também começam a ficar frequentes em usuários de drogas. Em um momento, a pessoa pode até aparentar estar calma, mas, de repente, surge uma raiva inexplicável ou uma agitação fora do comum.

Essa troca de humor, além de ser um efeito das próprias drogas, pode também traduzir uma abstinência das substâncias, e esse pode ser o momento em que o indivíduo se isola para consumi-las novamente.

4. Alterações do sono e falta de energia

Se o seu filho anda dormindo mais do que costumava ou passa noites em claro, isso pode ser um alerta. Algumas drogas causam sonolência, enquanto outras causam insônia. Tente conversar com ele sem pressionar ou cobrar em um primeiro momento.

Além de dormir pouco ou mais do que o normal, uma pessoa que consome drogas também aparenta estar apática e tem falta de energia para realizar as atividades diárias quando está sóbria. A redução do rendimento no trabalho e também nos estudos e a falta de vontade de sair ou fazer coisas simples da rotina também são um indicativo importante que pode apontar um vício.

5. Mudança dos hábitos financeiros

Como você já viu nos tópicos anteriores, a rotina e a organização de um dependente químico ficam totalmente alteradas. Essas atitudes refletem também em sua vida financeira, que começa a ficar desorganizada e, como consequência, podem começar a surgir dívidas inesperadas.

Se o seu filho lhe pede mais dinheiro do que costumava gastar ou se você vem sentindo falta de alguns objetos da casa, pode ser que ele esteja usando drogas. Se ele ganha o próprio salário, mas vive sem dinheiro para comprar até as coisas mais simples, fique em alerta.

Um dependente precisa de cada vez mais dinheiro para sustentar seu vício e, em estágios mais avançados, começa a furtar objetos da própria casa. Portanto, cuidado e vigilância são importantes nesse momento.

6. Mentiras constantes e desculpas incompreensíveis

Saídas em horários irregulares e falta no trabalho ou na escola são os comportamentos que você já viu serem normais para usuários de drogas. Porém, essas atitudes, na maioria das vezes, vêm acompanhadas por mentiras e justificativas sem sentido.

Mesmo que ele saiba que ninguém acredita no que diz, segue sustentando uma mentira e sempre se irrita quando alguém o contradiz, na intenção de encerrar o assunto. Fato é que a mentira se transforma em um padrão para tudo na vida de um dependente químico, seja para esconder seu vício ou para encobrir suas atitudes relacionadas a ele.

Essas são algumas mudanças de comportamento que podem indicar que alguém está usando drogas. Nessa fase, é importante que a família e os amigos mais próximos observem todos os detalhes do comportamento da pessoa em questão. Qualquer atitude fora do normal pode ser um indício revelador, e é importante que todos se unam para ajudar quem se ama a sair do vício o mais rápido possível, sempre com o máximo apoio, amor e carinho.

Se você conhece alguém que apresenta os sinais que foram citados neste texto, leia este outro artigo e veja como você ajudar um dependente químico!

Somos especializados no encaminhamento e tratamento de usuários de álcool e drogas. Entre em contato para conversarmos mais!

(11)2088-1909

(11)97522-6386 VIVO / WHATSAPP

(11)95997-7546 TIM

(11)99199-2029 CLARO

(11)96230-9281 OI

(11)94262-3311 NEXTEL

 

Confira mais informações em nosso site : www.viversemdroga.com.br