Quando se tem um usuário de drogas na família, é totalmente compreensível que o relacionamento entre todos fique abalado. Normalmente, o tratamento do dependente químico envolve uma série de fatores multidisciplinares e que tem muitas fases. Por isso, a consciência e o apoio da família são cruciais para o sucesso.

Ao tratar um dependente químico, toda a família passa também por um processo de cura. Não são momentos fáceis, mas, juntos, podem ser superados. Neste artigo, você vai ver como é importante o apoio dos pais, irmãos e amigos, e o que fazer para dar o suporte necessário a quem você ama. Acompanhe!

A dor de ter um dependente em casa: como superar

Todos somos seres humanos. Por isso, é impossível que não fiquem sequelas de uma relação doentia e sufocante que acontece quando se vive com um dependente químico. Ela deixa marcas em toda a família, que devem ser tratadas para que todos consigam apoiar o processo de cura de quem está em recuperação do uso de drogas.

É muito importante lembrar que a dependência química não tem uma cura definitiva. Um usuário de drogas terá que ficar sempre em alerta para não cair em tentação e acabar colocando o tratamento a perder. Para que ele consiga realizar essa tarefa com sucesso, o apoio de quem o ama é fundamental.

Procure tratamentos psicológicos

Se o trauma familiar de conviver muito tempo com um dependente químico alterou as relações pessoais, é aconselhável que toda a família passe por algumas sessões no psicólogo ou até converse com os profissionais da clínica de recuperação para receber dicas sobre como deixar a mágoa de lado e acolher o usuário com o amor que ele precisa.

As melhores maneiras de dar apoio durante o tratamento do dependente

Como já dissemos, a situação não é fácil. Porém, adotar certas posturas pode fazer muita diferença no processo. Veja algumas delas:

Não force um contato enquanto ele não estiver pronto

Já é uma vitória que a pessoa que usa drogas se submeta a um tratamento. Portanto, dê tempo a ela e não force um contato ou um relacionamento enquanto a mesma demonstrar sinais de que não está pronta.

Um dependente químico sempre fica fragilizado e, muitas vezes, envergonhado de tudo o que passou e que fez seus entes queridos passarem. Esse processo de exclusão social é normal em um primeiro momento e o melhor a se fazer é respeitar.

Não reduza seus sentimentos

Frases como “não seja bobo”, “isso não é nada” ou “foi só uma fraqueza” não ajudam o usuário em recuperação. Reduzir a dor e o esforço que ele faz no momento para se livrar do vício precisa ser enaltecido para que ele continue com forças para seguir com o tratamento.

Com equilíbrio, reforce o quanto ele é forte e que tem muitas pessoas ao lado dele para ajudá-lo nessa jornada.

Mostre-se disponível para conversar

Ninguém se sente bem com a sensação de solidão. No caso de um usuário de drogas, que já se sente marginalizado, é essencial que ele saiba que tem pessoas que o amam e que estão dispostas a ouvi-lo quando ele quiser. Deixe sempre claro que você está ali e que respeita o momento dele, mas, quando ele quiser conversar, você estará por perto.

O tratamento do dependente químico só pode ser vitorioso quando há vontade própria e muito apoio. Logo, se você é um familiar de uma pessoa viciada, tenha paciência, fortaleça seu coração, esqueça os momentos ruins e esteja ali, de corpo e alma para quem precisa de você nesse momento.

Somos especializados no encaminhamento e tratamento de usuários de álcool, drogas e remédios. Entre em contato para conversarmos mais!

(11)2088-1909
(11)97522-6386 VIVO WHATSAPP
(11)95997-7546 TIM
(11)99199-2029 CLARO
(11)96230-9281 OI
(11)94262-3311 NEXTEL

Site Oficial:  www.viversemdroga.com.br