Depressão pós uso de drogas: por que ela acontece?

7 minutos para ler
Compartilhe este conteúdo

Você já ouviu falar em depressão pós uso de drogas? O quadro depressivo é comum na vida de usuários de substâncias químicas e pode trazer graves consequências se não tiver o acompanhamento adequado.

Sim! Drogas causam depressão, além de outros problemas — desencadeados de hábitos prejudiciais à saúde — em quem é dependente.

Acompanhe abaixo a explicação detalhada de o que é a doença, os principais motivos para que ela se desenvolva em pessoas que utilizam drogas e o que fazer nesses casos.

     

O que é depressão?

A depressão é uma doença ou um transtorno afetivo que interfere drasticamente na condição emocional e psicológica de quem a apresenta. Ela é caracterizada, principalmente, por um humor depreciativo, pela baixa autoestima e por sentimentos de inferioridade e de tristeza profunda.

Vale lembrar que existe uma grande diferença entre a depressão em si e o estado depressivo.

A primeira trata-se de uma doença crônica que, apesar de não ter exatamente uma cura, pode ser tratada e estabilizada, de modo que o indivíduo consiga conviver com ela e tenha qualidade de vida.

Já o estado depressivo é uma fase de sofrimento intenso, mas que não chega a ser patológica. É importante ressaltar, ainda, que ambos os quadros são sérios e demandam tratamentos e cuidados específicos.

Na tentativa de afastar as emoções negativas e sentir alegria ou prazer, a depressão pode ser um gatilho para que alguém comece a usar drogas. Em quem já é usuário, as drogas causam depressão pelo uso constante e momentos de abstinência de substâncias químicas.

Quais são os principais motivos da depressão pós uso de drogas?

Você está procurando uma boa clinica? Clique aqui. Se deseja conversar diretamente com um terapeuta sobre clinicas Clique aqui.

Drogas e depressão andam juntas. As razões que impulsionam quadros da doença em dependentes químicos são movidas por diferentes situações e estímulos.

Veja abaixo algumas delas.

Uso de drogas relacionado com problemas pessoais

É comum que o uso de drogas comece devido a algum trauma ou problema muito marcante na vida do indivíduo. Por exemplo: alguém que sofreu uma perda de um ente querido pode começar a abusar de substâncias químicas para tentar suportar melhor o luto.

Relacionados:  O que acontece com quem cheira pó? Conheça os malefícios causados pela Cocaína

Em casos como esse, o sentimento de depressão retornará após o consumo das drogas, pois o problema não deixou de existir. Em muitos casos, o estado depressivo pode vir ainda mais forte.

Sentimento de fracasso

Outro motivo para reforçar que drogas causam depressão é o sentimento de derrota.

O indivíduo que consome substâncias químicas se sente incapaz de sair da situação de vício em que se encontra. O dependente fica dominado pelo desânimo e pela sensação de que é um fracassado.

É nos momentos de maior fragilidade que a depressão e o estado depressivo aparecem e induzem pensamentos de incapacidade e desastre.

Esgotamento de neurotransmissores

Durante o consumo de drogas o cérebro libera uma quantidade de neurotransmissores maior do que o normal. Quando esse consumo é exagerado, chega em um ponto em que não há mais o que ser liberado.

Assim, os sentimentos que restam após o uso de drogas são cansaço, tristeza e indisposição, característicos do estado depressivo.

Como o cérebro demora para voltar a liberar neurotransmissores, normalmente, o indivíduo costuma permanecer deprimido por um determinado tempo.

A depressão durante a abstinência

Algumas drogas — como o crack e a cocaína — funcionam como estimulantes. Isso quer dizer que, dentre seus efeitos, estão o aumento de energia, o sentimento de grandiosidade e a euforia.

Quando o consumo dessas substâncias é cortado subitamente pode ocorrer a chamada síndrome de abstinência, que consiste em efeitos contrários aos causados pelas drogas.

Por esse motivo, a parada repentina no uso de certas substâncias químicas também pode levar a um estado depressivo, fazendo com que o indivíduo se sinta abatido e triste, sendo invadido por pensamentos negativos.

O que fazer caso o dependente químico desenvolva depressão pós uso de drogas?

Existem alternativas para auxiliar dependentes químicos no combate à depressão ocasionada após o uso de entorpecentes. As sugestões abaixo são opções de tratamentos e práticas que vão colaborar para que a situação depressiva seja controlada.

Relacionados:  Droga em festival de música: como evitar que o jovem seja mal influenciado?

Vale ressaltar que algumas delas são indicadas para a prevenção e podem melhorar a vida de pessoas que estão passando por situações vulneráveis e fragilizadas.

Veja como é possível ajudar.

Buscar ajuda profissional

Além de tratar a questão da depressão é fundamental que o indivíduo com dependência em substância química procure ajuda de profissionais da área da saúde e social.

Terapeutas, psicólogos e médicos são especialistas que devem ser consultados em casos de depressão após o consumo de drogas. Contar com o apoio e o monitoramento clínico é fundamental para a recuperação do usuário.

O diálogo com profissionais, assim como orientações sobre a questão da dependência é essencial e faz parte do processo de quem busca por uma vida melhor.

Além disso, os profissionais auxiliam na reintegração social e no desenvolvimento do autoconhecimento do dependente químico. Esses pontos são relevantes para identificar emoções e estímulos, e para direcionar o tratamento mais adequado.

Participar de grupos de apoio

A aproximação e convivência com pessoas que enfrentam os mesmos problemas facilita o processo de recuperação do usuário de drogas e de quem sofre com a depressão recorrente.

Drogas causam depressão, e frequentar grupos de apoio — tanto dependentes quanto familiares — é um canal de escuta e suporte para quem enfrenta o drama diariamente. É o local onde quem está debilitado encontra ajuda mútua.

Existem dois pontos nos quais os grupos de apoio são fundamentais: na manutenção da abstinência e dos hábitos depressivos e na continuação do tratamento de quem já se sente melhor.

Estimular exercícios físicos

Os benefícios de movimentar o corpo são muitos e atingem qualquer indivíduo. No caso de pessoas com depressão após o uso de drogas não é diferente.

A atividade física libera endorfina, substância produzida pelo corpo, essencial para a saúde mental e para a sensação de bem-estar. Ainda, alivia a tensão dos músculos e diminui a insônia.

Relacionados:  Série drogas que causam dependência: tudo sobre o Crack

Praticar exercícios também serve como distração e colabora para que o usuário tenha momentos de lazer. Além disso, auxilia como método para trabalhar questões disciplinares.

Outro benefício relevante é que a prática provoca o aquecimento do corpo e com ele a sensação de relaxamento.

     

Incentivar uma boa alimentação

A aparência de quem é dependente químico geralmente é debilitada. Uma das primeiras percepções é o peso abaixo do que é considerado saudável, ocasionado pela falta de nutrientes no corpo.

Quem cuida de pessoas que utilizam drogas ou em casos depressivos precisa ter atenção redobrada quando o assunto é a alimentação.

A ausência de nutrientes importantes para o organismo causa fraqueza, queda de cabelo, momentos de desequilíbrio e alucinações.

Com o corpo enfraquecido outras doenças podem surgir. Disfunções, diabete e oscilações de pressão são algumas delas.

Oferecer e incentivar quem está doente a ter uma alimentação balanceada parece desafiador, mas faz a diferença no tratamento. E contar com profissionais para isso é primordial para ter bons resultados.

Como foi apresentado, a maneira como uma pessoa fica depois de usar drogas pode despertar um quadro depressivo. Seja qual for o caso é extremamente importante que o usuário receba apoio e cuidado.

Sempre é válido ressaltar que drogas causam depressão, uma doença que deve ser acompanhada por médicos e especialistas capacitados.

Somos especializados no encaminhamento e tratamento de usuários de álcool e drogas. Entre em contato para conversarmos mais!

Duvidas:
(11)2088-1909
(11)97522-6386 VIVO WHATSAPP
(11)95997-7546 TIM
(11)99199-2029 CLARO
(11)94262-3311 NEXTEL

Site Oficial:  www.viversemdroga.com.br


Compartilhe este conteúdo
Somos especializados no encaminhamento e tratamento de usuários de álcool e drogas.

Duvidas:

(11) 2088-1909

(11) 97522-6386 VIVO WHATSAPP Clique aqui.

(11) 95997-7546 TIM

(11) 99199-2029 CLARO

(11) 94262-3311 NEXTEL

Site Oficial: https://www.viversemdroga.com.br/

Você também pode gostar
Conversar com especialista