O uso de drogas no Brasil é uma triste realidade que assola milhares de famílias, principalmente das grandes cidades. A falta de conhecimento e o preconceito são verdadeiros inimigos do problema e vão contra as possíveis soluções.

Intrínseco a esta carência de informações, se enquadra também o fato de que algumas substâncias são totalmente desconhecidas por muitos e, infelizmente, encontradas em produtos e medicamentos que, muitas vezes, podem estar dentro de casa.

Por isso, neste post separamos informações sobre os efeitos da anfetamina, uma droga potente presente em diversos remédios e facilmente encontrada nas prateleiras de qualquer farmácia. Quer saber como identificar os sintomas e as consequências do uso deste entorpecente? Continue a leitura para se informar mais!

O que são anfetaminas?

As anfetaminas fazem parte de um grupo de drogas psicoestimulantes, que elevam os níveis de serotonina, noradrenalina e dopamina no cérebro. Essas substâncias estão presentes em diversos medicamentos para tratamento de transtorno do déficit de atenção, problemas do sono, hiperatividade e lesões traumáticas na cabeça.

O uso recreativo, sem indicação médica, pode acarretar uma série de consequências graves e, inclusive, desenvolver uma dependência química. A seguir, falaremos sobre esse risco mais detalhadamente.

As anfetaminas são usadas apenas para diversão?

Infelizmente, essas drogas não são usadas unicamente para fins de diversão. Algumas pessoas, que ignoram os efeitos da anfetamina no organismo, utilizam o medicamento por conta própria, com o objetivo de emagrecer ou melhorar a performance de treinos mais pesados nas academias.

A droga funciona como uma espécie de vitamina e energético, porém com consequências perigosas. Em festas, a mistura da substância com álcool e outras drogas potencializa os impactos e, consequentemente, os riscos.

Quais os principais efeitos da anfetamina?

As anfetaminas servem para aumentar e melhorar a capacidade física de pessoas com doenças específicas. Fazer uso desse medicamento, em condições normais de saúde, ocasiona uma sensação de euforia e agitação, acima do normal.

A droga aumenta a resistência respiratória, cardíaca e muscular, deixando a pessoa “ligada” por longo período. A superdosagem pode acarretar sérios problemas no coração, cérebro e pulmões.

Efeitos da anfetamina no cérebro

O cérebro é afetado de duas diferentes formas: pelos efeitos químicos da droga e pelas suas consequências psicológicas. A anfetamina age diretamente no aumento da energia, disposição e euforia. No entanto, essa percepção é temporária.

Ao terminar o efeito no corpo, a sensação é contrária, ou seja, de cansaço e tristeza. Isso pode levar o dependente à depressão ou à necessidade de maiores doses. Ocasionalmente, pode causar psicoses quando ingerida em altas quantidades.

Efeitos da anfetamina no resto do corpo

Não é só o cérebro que é afetado com o uso dessa substância. A visão, a respiração e a circulação também podem ser afetadas. Os riscos não envolvem somente a saúde do usuário, mas podem comprometer, até mesmo, a segurança de terceiros.

Por exemplo, uma pessoa sob efeito da anfetamina, ao dirigir tem menos percepção, nitidez e controle das vistas e dos movimentos. Os efeitos no corpo envolvem possíveis infartos, paradas respiratórias, tonturas e desmaios.

Quais os principais sintomas do uso de anfetamina?

Os efeitos da anfetamina são maléficos ao organismo. A substância pode agir de diferentes formas, a depender do volume da dose, assim como da resistência do usuário. Porém, os sintomas mais comuns são:

  • taquicardia;
  • dilatação das pupilas;
  • palidez da pele;
  • insônias;
  • perda de apetite;
  • lesões irreversíveis no cérebro;
  • ressecamento da boca;
  • náuseas;
  • coceiras;
  • reações musculares involuntárias;
  • espasmos no maxilar;
  • fadiga;
  • depressão;
  • manchas roxas na pele;
  • visão turva;
  • crises de bulimia;
  • movimentos descontrolados de membros, como pernas e braços.

Quais os riscos à saúde?

O uso inadequado ou exagerado da substância pode causar danos irreversíveis à saúde e, inclusive, levar o usuário a óbito. Um dos principais riscos é que a anfetamina aumenta consideravelmente a temperatura corporal.

Como algumas pessoas utilizam a substância para praticar atividades físicas, esse fator pode ser intensificado, podendo alcançar níveis perigosos, causando até mesmo a morte do dependente.

Onde as anfetaminas podem ser encontradas?

Essas drogas estão disponíveis nas prateleiras de farmácias comuns de todo o Brasil. Isso facilita o acesso de dependentes químicos e pode complicar no tratamento de desintoxicação. A substância está presente em remédios diversos e com diferentes indicações. Abaixo, separamos alguns mais comuns para você conhecer melhor:

  • Dualid S; Hipofagin S; Inibex S; Moderine —Dietilpropiona ou Anfepramona;
  • Desobesi-M; Lipomax AP; Inobesin — Fenproporex;
  • Dasten; Fagolipo; Absten-Plus; Diazinil; Dobesix — Mazindol;
  • Pervitin — Metanfetamina;
  • Ritalina — Metilfenidato.

Como saber se um parente é dependente de anfetamina?

Infelizmente, o problema da dependência química pode estar dentro de casa, sem que a família perceba. A facilidade de compra da anfetamina e a falsa sensação de euforia, fazem da substância uma droga acessível e difícil de perceber seu consumo.

É preciso estar atento aos sintomas que citamos acima, assim como às mudanças de comportamento da pessoa. Procure notar se há uma hiperatividade, um excesso de energia fora do comum ou hábitos que não eram usuais.

Os efeitos da anfetamina têm cura?

Assim como qualquer outro entorpecente, a anfetamina pode causar dependência química. Infelizmente, essa doença não tem cura. No entanto, existem diversas formas de tratá-la com eficiência, permitindo que o paciente retome uma rotina normal e saudável.

O importante é reconhecer o problema como um caso de saúde e procurar por uma clínica e profissionais qualificados para iniciar as etapas de tratamento. Quanto mais cedo iniciar, melhores serão os resultados.

Essas são algumas informações úteis sobre os efeitos da anfetamina. Essa droga, quando usada de forma inadequada, tem consequências graves, e pode resultar em dependência química, trazendo transtornos não somente para o usuário, mas também para a sua vida social, da sua família e de amigos próximos.

Qualquer suspeita de mudanças no comportamento de um ente querido, procure informações com grupos de apoio e clínicas. Você pode salvar a vida de quem ama.

Você conhecia a anfetamina, os seus efeitos e os seus riscos? Tem alguém próximo na família ou entre amigos que precisa de ajuda com drogas? Siga nossa página no Facebook e nosso perfil no Instagram e faça parte de nosso grupo de apoio às famílias de dependentes químicos.

Somos especializados no encaminhamento e tratamento de usuários de álcool e drogas. Entre em contato para conversarmos mais!

(11)2088-1909
(11)97522-6386 VIVO WHATSAPP
(11)95997-7546 TIM
(11)99199-2029 CLARO
(11)96230-9281 OI
(11)94262-3311 NEXTEL

Site Oficial:  www.viversemdroga.com.br