O dependente químico muitas vezes fica perdido quando para de usar drogas e não sabe o que fazer para substituir o prazer das drogas por outras coisas! Viemos então dar algumas dicas de como criar um plano eficaz e que pode ajudá-lo nessa nova empreitada!

O dependente químico tem ou “tinha” a mania de associar o uso de drogas as frequentes festas em que frequentavam e a diversões em geral. Só que com o passar do tempo ele vai se enfiando cada vez mais em um mundo que por muitas vezes a saída é quase que impossível sozinho e se vê com um grande problema em suas mãos e por muitas vezes não sabe a quem recorrer por causa do imenso tabu da sociedade que ainda não entende que a dependência química é considerada uma doença pela OMS (Órgão Mundial de Saúde) e que tem os CIDs (Códigos Internacionais e Doenças) que vão do F-10 ao F-19 então, ele fica com esse sentimento de culpa e sem saber como se livrar desse mal que tanto o aflige, e, vai se enfiando cada vez mais e mais nesse mundo de escravidão.

O problema é que todos falam que a droga é “ruim”, ma não é! Muito pelo contrário, ela é boa! Boa demais… o problema é que ela é tão boa que te escraviza! Aí amigo, já era! O dependente esta viciado e talvez seja tarde demais para se livrar sem um tratamento adequado como: Grupos de apoio de AA, NA (Alcoólicos e Narcótico Anônimos),  uma Espiritualidade (Indo na sua igreja de preferência), Profissionais especializados (terapeutas, psicólogos e psiquiatras) ou no caso tudo isso em um só lugar na Clínica de recuperação.

O usar drogas é só a cereja do bolo! Antes disso vem os pensamentos! Quanto mais você alimentar os seus pensamentos maiores serão ou não a vontade de usar! Tem uma pergunta que é assim: Você tem dois cachorros! Eles vão lutar! Qual é que vai ganhar a briga?

R: Aquele em que você alimentar mais.

Com a dependência química também assim! Quanto mais você alimentar seus pensamentos com coisas boas melhor será para você! Mas não é só isso! Você tem que ocupar sua mente e sua vida com coisas boas! Não só o dependente mas, todo mundo deveria fazer isso para se ter uma qualidade de vida melhor!

 

Quanto tempo dura a abstinência?

No começo ela vem mais vezes e com mais frequência. Ela a “abstinência’ dura de 5 a 10 minutos, nesse período é sempre bom se ter em casa ou próximo de você um doce, tome um banho se possível, coloque uma música agradável (um louvor de preferência), tenha pensamentos positivos. Com o passar do tempo ela vai diminuído gradativamente e o tempo de um intervalo e entre uma abstinência e outra vai se espaçando cada vez mais! Tenha paciência usa as ferramentas acima e espere ela passar! Policie sempre seu pensamentos e comportamentos! Não adianta nada parar de usar drogas e continuar com os velhos comportamentos e ser uma pessoa sem caráter! Isso só o fará adiar a recaída!

Observação: Ela (abstinência) pode aparecer em até 5 anos depois que você parou de usar! Por isso é muito importante se auto conhecer para aprender a identificá-la quando por ventura surgir!

 

Que Cuidados devo tomar?

A recaída começa muito antes do ato de consumir a droga novamente, começa com uma situação que gera algum tipo de necessidade de anestesiar as emoções.

Ou seja, é o sofrimento emocional que leva o paciente a refugiar-se novamente no uso de drogas, desconectando-o do compromisso que assumira consigo mesmo ao aceitar seguir o tratamento.

Existe uma série de situações que podem aumentar drasticamente as chances de recaída, tais como:

  • Depressão e outras doenças emocionais;
  • Pegar dinheiro na mão;
  • Cuidado com os dias em que usava (a tão conhecida sexta-feira);
  • Problemas em casa (família e dividas);
  • Pressão social ou no trabalho;
  • Ambientes onde ocorre o consumo de drogas;
  • Pessoas sob efeito de drogas;
  • Amigos ou conhecidos que oferecem as substâncias;
  • Estados de euforia;
  • Doenças graves;
  • Fim de relacionamento.

 

O que devo fazer para mudar?

    • Se auto conhecer e identificar o que te faz usar!
    • Praticar esportes (Academias, Danças, Surfe…);
    • Ter uma boa noite de descanso (dormir cedo e acordar cedo);
    • Ter uma boa alimentação;
    • Participar de Grupos de Apoio;
    • Participar de uma Espiritualidade;
    • Ter seu momento de laser;
    • Ter dedicação ao seu trabalho (Se não gostar dele, estude ou procure outro!)
    • Fazer no mínimo, pelo menos 2 viagens ao ano (ou o maior número possível);
    • Dar atenção a sua família;
    • Elevar sua autoestima;
    • Prestar atenção nos EVITES: velhos amigos, velhos hábitos, velhas ideias, etc.

Já fiz tudo isso, mas não consegui me livrar!

Se você já tentou tudo de tudo e não conseguiu se livrar, é por que seu caso requer um tratamento muito mais completo e intensivo com profissionais especializados em uma clínica de reabilitação, pois eles lá vão trabalhar todos os lados (físico, mental e espiritual) em um local recluso da sociedade onde você poderá se concentrar na sua doença sem interferências externas! Você vai adquirir ferramentas para poder ficar limpo quando sair!

O tratamento mínimo é de 6 meses tanto pra voluntário quanto pra involuntário! Os 3 primeiros meses são de desintoxicação e os últimos 3 são de conscientização! Esse é tempo em que o psicólogo leva para trabalhar todas ou quase todas as dificuldades do paciente!

Se a pessoa trabalha ou trabalhou registrada nos últimos 12 meses, conseguimos dar entrada no Auxílio Doença para nossos pacientes, saiba quais documentos necessários em: Clicando Aqui.

Somos especializados no encaminhamento e tratamento de usuários de álcool e drogas.

(11)2088-1909
(11)97522-6386 VIVO e WhatsApp
(11)95997-7546 TIM
(11)99199-2029 CLARO
(11)96230-9281 OI
(11)94262-3311 NEXTEL

Site Oficial:  www.viversemdroga.com.br