A família é o centro educacional de qualquer pessoa. É dentro do lar que começam as respostas para todas as perguntas, os debates saudáveis e a colocação de limites dos pais para com os filhos. Tratar de drogas na adolescência é delicado, mas esse é o melhor momento para começar a introduzir o assunto e deixar as portas abertas para discussões, dúvidas e até desabafos.

Tendo em mente que a família é muito importante no processo de prevenção e até na ajuda para sair das drogas, é essencial que se tenha essa conversa com os filhos e que eles se sintam à vontade para debater.

No artigo de hoje, você vai saber como abordar o assunto em casa e conhecer algumas dicas para ter a confiança e dar a liberdade na medida certa para debater o assunto. Acompanhe!

Comece com o diálogo

São os pais que regulam os níveis da conversa. Se você começa falando, dando sua opinião sobre determinados assuntos ou fazendo perguntas, os adolescentes podem entender sua curiosidade e ter mais abertura para falarem sobre o que sentem vontade.

Começar falando sobre alguns tabus, inclusive sobre drogas na adolescência, pode ser o início da quebra do gelo e será bom até para que os laços de intimidade entre pais e filhos fiquem mais estreitos.

A dica é ir aos poucos, não forçar demais e nem já começar pedindo explicações ou ameaçando. Pergunte o que eu seu filho pensa do assunto, em um tom amigável mesmo, sem julgamentos ou críticas em um primeiro momento.

Dedique um tempo à família

Outra forma de aproximar o contato é dedicar um tempo para as atividades da família. Saiba o que os seus filhos gostam de fazer e separe algumas horas da semana para que todos realizem uma atividade juntos.

Pode ser uma ida ao cinema, um jantar, uma caminhada ou um piquenique no parque. A ideia é estreitar a relação e mostrar, mesmo que indiretamente, que você é uma companhia constante na vida do seu filho.

Conheça as amizades dos seus filhos

Fazer parte da vida dos filhos é também saber quem são as pessoas com quem eles se relacionam. As amizades são influências importantes, já que são relacionamentos íntimos e com pessoas de fora da família. Se essa relação for baseada em maus hábitos, é provável que todos do grupo compartilhem deles.

Portanto, é importante conhecer os amigos e, se possível, os pais deles. Assim, é possível saber se a educação deles é compatível, quais são os hobbies da turma quando está reunida e, dessa forma, incentivar os filhos a nutrirem relacionamentos saudáveis.

Ajude a trabalhar a autoestima

Muitas vezes, o aprofundamento do adolescente nas drogas acontece por conta da baixa autoestima da pessoa. Um grupo de amigos o desafia a usar alguma substância e, por conta da insegurança de si mesmo e do receio de ser tachado de medroso, eles podem ser uma porta para que ele experimente algo.

Trabalhar a autoestima vai além de elogiar sempre e incondicionalmente seu filho. É ajudar a construir inteligência emocional para que ele mesmo saiba quais são suas virtudes e seus defeitos, de fato e na mesma proporção.

Incentive-o a fazer terapia, pergunte a ele o que acha sobre seus defeitos e qualidades, questione seus sentimentos e assegure que todos têm seu lado bom e pontos que precisam melhorar.

Com segurança, certamente será mais fácil para que ele negue o que julga errado e não tenha dificuldades em mostrar sua personalidade com medo de ser julgado.

Incentive o esporte e outras atividades

Você já ouviu dizer que mente vazia é oficina de pensamentos ruins, não é? Pois o contato do adolescente com as drogas pode, sim, surgir de momentos de tédio, onde se procura algo para fazer e passar o tempo.

É claro que não é saudável preencher todos os dias da semana com atividades e cansar seu filho demasiadamente. Porém, incentivá-lo a praticar esportes, fazer cursos e outras atividades pode ser o caminho para que a mente não desvie do curso saudável.

No caso do esporte, a convivência com outras pessoas que praticam a mesma modalidade traz um senso de saúde a todos. Dificilmente atletas e pessoas que praticam qualquer atividade buscam prazer em substâncias químicas, já que elas afetam a performance nos treinos e competições e são proibidas.

Cuide da saúde do seu filho

É comum que os pais levem seus filhos para fazer exames e verificar se está tudo bem com a saúde. Porém, problemas de ordem psicológica não são diagnosticados tão facilmente e leva um tempo para que os sintomas sejam percebidos.

Uma pessoa que tenha Transtorno de Déficit de Atenção com Hiperatividade, por exemplo, pode ser mais propensa ao uso de drogas, pelo fato de se sentirem inseguras e menores que os outros. Buscam refúgio e isolamento nessas substâncias.

Portanto, é muito importante ficar de olho nas atitudes e possíveis sinais de problemas de ordem psíquica que os filhos possam apresentar.

Dê carinho

Ser um bom pai ou mãe é um desafio, já que é preciso equilibrar autoridade com senso de amizade e amor. O excesso de um pode desautorizar e o excesso de outro pode criar uma barreira na confiança e nos relacionamentos familiares.

É importante estabelecer limites, cobrar que as regras dentro de casa sejam cumpridas, assim como as responsabilidades gerais, como as notas na escola e a educação com o próximo. Ao mesmo tempo, não deixe que a rotina seja somente cobrança ou críticas.

A adolescência é uma fase onde os valores estão sendo estabelecidos e onde há grande parte das escolhas pelo certo ou errado. Evite discussões nesse momento, fique ao lado do seu filho e se coloque como um amigo para debater determinadas questões, incluindo o uso de drogas.

As drogas na adolescência são um assunto importante e que precisa da atenção dos pais. Elevar a importância da família e participar ativamente da vida dos filhos é uma escolha que tem grandes chances de trazer sucesso para afastar as drogas.

Ter um filho ou um familiar sofrendo com a dependência química é muito triste. Nesse momento, somente a família pode dar o apoio necessário. Confira o site Viver sem Drogas, conheça as clínicas e saiba como abordar e ajudar as pessoas que você ama da melhor forma possível.

Somos especializados no encaminhamento e tratamento de usuários de drogas. Entre em contato com a Instituição Viver sem Drogas para conversarmos mais! Contatos:

Duvidas:
(11)2088-1909
(11)97522-6386 VIVO WHATSAPP
(11)95997-7546 TIM
(11)99199-2029 CLARO
(11)94262-3311 NEXTEL

Site Oficial: www.viversemdroga.com.br