O mercado das drogas é rápido! A cada novo ano é possível encontrar novas opções, com poderes e propriedades bem diferentes. Além disso, é cada vez mais comum famílias lidando com filhos ou parentes dependentes do vício. Entre eles, está o consumo do Ecstasy.

Embora não seja tão recente, já que foi criado em 1914, o Ecstasy tem um grande número de usuários e dependentes e é também conhecida como a “droga do amor”. Também, não é para menos, já que ela aumenta o estado de alerta, o interesse sexual e a capacidade física e mental. Continue conosco para entender melhor o que é Ecstasy e como as pessoas se sentem ao consumi-la

PARA VISITAR A CLÍNICA CLIQUE EM:  www.viversemdroga.com.br

O que é o Ecstasy?

O Ecstasy é uma droga sintética, tendo como princípio ativo uma substância conhecida como metilenodioximetanfetamina. Como é fabricado em laboratório, a composição desses ativos acontece em capsulas de comprimidos ou em pó, tendo efeito alucinógeno em muitas vezes.

Quais sensações o Ecstasy desperta?

A droga atua diretamente no cérebro, liberando duas substâncias: a dopamina e a serotonina. A dopamina é responsável por dopar o usuário, interferindo nas dores e dando uma sensação de alívio, e a serotonina, por sua vez, libera a sensação de amor.

Com a combinação das duas substâncias, a pessoa sob o efeito da droga se sente eufórica, muito confiante e mais sociável. Tudo isso combinado a um crescente interesse sexual e um grande estado de alerta. Outros efeitos também podem acontecer, como ansiedade, paranoias e aumento do batimento cardíaco.

Quando o consumo acontece em excesso (algo em torno de 3 comprimidos), também pode ter sintomas mais graves, como alucinações, psicose, dores musculares, secura na boca e até perda temporária da visão.

Quais danos o Ecstasy causa ao organismo?

Embora a dependência não seja cientificamente comprovada, muitas pessoas fazem uso regular do Ecstasy, trazendo ainda mais danos ao organismo. Em casos de uso constante, a pessoa pode sofrer com morte de células cerebrais, fata de memória, síndrome do pânico e depressão.

Além disso, o excesso de serotonina no organismo pode causar lesões irreversíveis, tendo seu funcionamento permanentemente comprometido. Nesse caso, a função só é recuperada quando o neurônio compensa a função desempenhada pelas fendas sinápticas.

O organismo também pode lesionar o fígado, já que o órgão fica mais mole e aumenta de tamanho. Com grande dificuldade para metabolizar tudo, ele fica sobrecarregado e pode até sofrer com uma hepatite. A aceleração dos batimentos também pode causar a ruptura de alguns vasos, danificando o funcionamento ideal do corpo.

É possível ter overdose de Ecstasy?

Embora muitas pessoas considerem isso difícil, é relativamente fácil ter uma overdose com o consumo de Ecstasy. Como a reação depende muito de pessoa para pessoa, um único comprimido pode ser o responsável por causar a overdose. Os efeitos comuns nesse momento são: dores de cabeça muito fortes, dificuldades na hora de falar, febre alta, vômitos e, em casos mais graves, até morte.

Sabendo com mais detalhes o que é Ecstasy e quais são os sintomas comuns entre os usuários, ficou bem mais fácil diagnosticar quando alguém faz o uso dessa droga, não é? Não deixe de monitorar os sintomas e as reações para perceber se o seu filho ou outro parente se envolveu com ele.

Somos especializados no encaminhamento e tratamento de usuários de droga. Entre em contato para conversarmos mais! Ou veja todas nossas unidades Masculinas, Femininas e/ou para Adolescentes no nosso Site Oficial!

Duvidas:
(11)2088-1909
(11)97522-6386 VIVO WHATSAPP
(11)95997-7546 TIM
(11)99199-2029 CLARO
(11)96230-9281 OI
(11)94262-3311 NEXTEL

Site Oficial:  www.viversemdroga.com.br

Saiba mais sobre:

*Como funciona uma Clínica de Recuperação? Clicando Aqui

*Internação Involuntária. Clicando Aqui